quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Professor de escola pública poderá receber 14º salário

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE), analisa proposta do senador Cristovam Buarque (PDT-DF) que determina a concessão de 14º salário aos professores de escolas públicas de educação básica do Distrito Federal, dos estados e municípios que conseguirem elevar o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de sua escola em pelo menos 50%.

De acordo com a proposta (PLS 319/08), o pagamento desse salário-extra deverá ser efetuado até o final do semestre subseqüente ao da publicação do resultado da avaliação de desempenho. Os profissionais de educação de base das escolas que apresentarem Ideb igual ou superior a 7 receberão, automaticamente, o benefício.

Na justificação do projeto, Cristovam argumenta que a literatura empresarial demonstra ser o incentivo salarial um eficiente estimulador de produção. Segundo ele, estados como Pernambuco e Minas Gerais já adotam, com bons resultados, uma bonificação por produtividade para profissionais de ensino.

Para Cristovam, somente por meio da satisfação financeira dos educadores e do seu aperfeiçoamento profissional, "o Brasil poderá dar o salto de qualidade que precisa para ingressar no seleto grupo de países que priorizam a educação e são aclamados como desenvolvidos".
A proposta tramita na CE, com a relatoria a cargo do senador Marconi Perillo (PSDB-GO). Depois de aprovada, precisará passar, também, pelas Comissões de Assuntos Econômicos (CAE) e de Assuntos Sociais (CAS) - nesta última, receberá decisão terminativa.

Fonte: Agência Senado

Veja Também!

Lula sanciona piso salarial de R$ 950 para professor
TST - Após desistir de ação, trabalhador terá de devolver valores recebidos
TST - Empregada remanejada para não receber auxílio-doença consegue estabilidade
TST - Indenização por dano moral
Empresários criam central de atendimentos para tirar dúvidas sobre a nova lei de estágio
Câmara avalia mudanças no período da licença-paternidade
Projeto amplia oportunidades de trabalho para adolescentes entre 14 e 16 anos
Novas regras para estagiários
FGTS completa 42 anos
Lula sanciona lei que amplia licença-maternidade para seis meses
Contribuição Sindical, Assistencial e Confederativa - Discussão para Criação de Imposto Único
TRT MG: Farmacêutico que prestou serviços em laboratório de hospital tem reconhecido vínculo empregatício
TRT MG: Empregador que não pagou INSS de empregado falecido é obrigado a indenizar espólio por pensão não recebida

Receba Atualizações no seu e-mail

Digite seu e-mail (clique aqui e veja orientações):

Delivered by FeedBurner

 
© 2007 Template feito por Templates para Você